Pintando com a natureza

Por Grazi Iacocca

pincel_natural5

Tem vezes que a gente junta as crianças para brincar e prepara diferentes atividades para fazer no mesmo dia. Para nós é muito importante respeitar a curiosidade e o interesse de cada um, e nem toda brincadeira faz sucesso com todo mundo, portanto é sempre bom ter um plano B.

No dia em que fomos ao parque pintar com gelo resolvemos inventar uma outra maneira divertida de brincar com tinta. A primeira atividade fez sucesso, mas percebemos que depois que os gelos derreteram ainda tinha sobrado energia para brincar um pouquinho mais. Então colocamos tinta guache em forminhas e saímos em busca de folhas, galhos e flores com texturas interessantes para usar como pincéis.

Igor e Antonio já estavam entrosados e envolvidos, portanto a nova brincadeira seguiu naturalmente. Os meninos começaram explorando as folhas e galhos, mas na hora de pintar resolveram usar os dedos. Decidimos então mostrar como era possível transformar as os elementos da natureza em pincéis. Eles acharam graça e partiram para uma experiência sensorial, que se mostrou mais divertida do que desenhar. Passaram os dedos nas tintas e depois nas folhas, mergulharam os galhos nas cores e riscaram não só o papel, mas também braços e pés. Não demorou até que ficassem com as mãos coloridas, pintando tudo que estivesse ao redor.

Não foi uma atividade demorada, afinal eles já tinham brincado bastante naquela manhã, mas foi muito gostoso e poder integrar pedacinhos do parque na nossa brincadeira. 

pincel_natural

pincel_natural2

pincel_natural_8

pincel_natural_3

pincel_natural_

pincel_natural_6

ImaginaçãoLinguagemSem categoriaSensorial

Dificuldade de preparo fácilMuita bagunça

DICAS

  • Ao invés do papel que tal pintar em pedras ou em folhas bem grandes?
  • Dá para brincar dentro de casa também, basta coletar o material antes.
  • Folhas e flores podem ser usadas como carimbos. Com crianças mais velhas use tinta para tecido e decore roupas e sacolas.
  • Pintar galhos também é muito divertido.
  • Com os menores, aproveite a brincadeira para introduzir novas palavras. Diga o nome das flores e folhas, descreva suas características e mostre detalhes como o caule, a raiz e as pétalas.
  • Ao brincar em espaços públicos sempre tenha material sobrando para poder incluir outras crianças que queiram participar. E lembre de deixar tudo limpo e organizado no fim da atividade!

PRINCIPAIS ESTÍMULOS

  • Criatividade. Deixar as crianças pintarem livremente estimula a imaginação.
  • Sensorial. Elementos da natureza e tinta permitem uma riquíssima exploração tátil e visual.
  • Linguagem. A atividade permite introduzir um novo repertório de palavras.

SEGURANÇA

  • Muita atenção na hora de escolher o material. Não use nada que possa ser perigoso, como plantas venenosas ou com farpas e espinhos. Certifique-se também que nada tenha insetos ou fungos.
  • Cuide para que a criança não coloque nada na boca.
  • Crianças pequenas precisam ser acompanhadas por um adulto.  Sempre!

PREPARO e BAGUNÇA

  • O preparo é simples e divertido. Convide a criança para participar da coleta dos elementos da natureza.
  • Bagunça. Prepare o banho porque a bagunça é garantida! E durante a atividade deixe um pano úmido por perto, caso precise limpar alguma mancha.