Por Grazi Iacocca

conta_gotas5

Na última onda de resfriados aqui em casa sobraram os conta-gotas dos vidrinhos de soro fisiológico. Será que dá para fazer alguma brincadeira com eles!? Dá sim! :)

Colocamos algumas gotinhas de corante de alimento de diferentes cores em uma forma de gelo e diluímos com água. Cortamos pedaços de papel toalha bem absorvente e convidamos os meninos para pintar de uma maneira diferente e divertida.

A brincadeira começou com Antonio e Gael descobrindo como um conta-gotas funciona. Alguns apertões aqui e ali, e logo perceberam como encher os tubinhos com água colorida e como soltar a tinta no papel. Depois testaram apertar com mais força, para ver a água sair em um jato e se espalhar pela folha. Testaram também só encostar o conta-gotas no papel, fazendo pequenas manchinas coloridas que, aos poucos, cresciam conforme o papel absorvia a tinta.

E assim seguiram criando suas pinturas. Quando se deram por satisfeitos, Gael mostrou orgulhoso o resultado para o papai e pediu para pendurar sua obra na parede. Já Antonio decidiu que seu desenho era um mapa do tesouro. Enrolou o papel, colocou debaixo do braço e saiu correndo para a próxima brincadeira.

Quer brincar também? Tem mais dicas depois das fotos. 

conta_gotas4

conta_gotas6

conta_gotas7

conta_gotas8

conta_gotas

conta_gotas2

Coordenação motoraImaginaçãoSensorial

Bagunça moderadaDificuldade de preparo fácil

DICAS

  • Não tem corante em casa? Use guache, mas dilua bastante em água para não ficar grosso e entupir o conta-gotas.
  • Outra maneira divertida de brincar é usar apenas as cores primárias e propor que as crianças descubram o que acontece misturando cores.
  • Usamos um papel toalha especial, mais grosso e absorvente. Mas a brincadeira também funciona em guardanapos, papel toalha comum e até com jornal. 

PRINCIPAIS ESTÍMULOS

  • Coordenação motora. Ótimo maneira de fortalecer o movimento de pinça.
  • Concentração. É preciso ter calma para encher o conta-gotas e para observar o efeito da tinta no papel.
  • Visão e tato.
  • Imaginação. Crianças criam desenhos transformando as manchas em bichos, cidades, mapas, pessoas…

SEGURANÇA

  • Explique que não pode colocar o conta-gotas na boca ou no nariz. 
  • Faça a atividade em uma superfície fácil de limpar e que não corra o risco de ficar manchada.
  • Crianças pequenas precisam sempre da supervisão de um adulto.

PREPARO e BAGUNÇA

  • O preparo é muito simples, basta ter o material. 
  • A bagunça é moderada, pois sempre sobram manchinhas de tinta aqui e ali.