Por Renata Maria

telefone7

Outro dia nos deu saudades dessa brincadeira antiga, do tempo que nós éramos meninas. Na falta de latas, resolvemos testar a brincadeira com dois copos de plástico bem grosso, que são mais fáceis de fazer o furo. E não é que deu certo!? Descobrimos que o importante é deixar o fio bem esticado, pois a transmissão da voz é feita pelo barbante. O som reverbera pelo copo fazendo com que o fundo se movimente, transmitindo a voz de um lado a outro através do fio.

Gael e Antonio já conheciam a brincadeira. Na verdade até já tínhamos tentado fazer algumas vezes com eles, sem muito sucesso. Mas no dia que resolvemos fotografar estavam animados e se divertiram um monte tentando entender o que um falava para o outro! Entraram no faz de conta e conversaram como se não estivessem na mesma sala:
– Alô? Quem tá falando?
– É o Batman.

Claro que vez ou outra esqueciam e falavam fora do copo, ou os dois no copo ao mesmo tempo, ou os dois ouvindo! E por isso davam muitas, muitas  risadas porque errar faz parte da diversão também. Depois de muita falação, resolveram fazer barulhos malucos para o outro escutar.

Aqui o telefone fica na caixa de brinquedos e vira e mexe é usado pra ligar para vovós, super heróis, amigos, professora. E até a mamãe consegue brincar um pouquinho enquanto amamenta o caçula. :)

Quer brincar também? Segue as dicas depois das fotos. 

telefone06

telefone5

telefone

telefone2

telefone3

telefone4

ImaginaçãoSensorial

Dificuldade de preparo fácilPouca bagunça

DICAS

  • Para a brincadeira dar certo é preciso deixar o fio bem esticado entre os copos.
  • Usamos copos de plástico mais duros pra não ter perigo de rasgar ou amassar o telefone.
  • Dá pra fazer com lata e até copo de papelão.
  • E se quiser customizar, é só colar adesivos, fita colorida, ou o que a imaginação deixar e o material do copo permitir.

PRINCIPAIS ESTÍMULOS

  • Sensorial. Estimula a audição e a fala.
  • Concentração. Esperar o amigo falar para ouvir o som é também um ótimo exercício de paciência, além de trabalhar a percepção de que cada um tem sua vez para participar de uma brincadeira.
  • Imaginação. Que delicia ligar e conversar com quem o faz de conta quiser.

SEGURANÇA

  • Muito cuidado com o barbante: para a criança não ficar presa, tropeçar ou até mesmo não se enforcar.
  • Se usar latas, verifique se são adequadas para a brincadeira ou se podem cortar a criança. Cuidado com eventuais farpinhas do furo.
  • Se usar plástico mais fino, cuidado para o copo não rasgar e machucar alguém.
  • Brincadeira sempre com supervisão de um adulto! Não deixe o telefone ao alcance de crianças pequenas.

PREPARO E BAGUNÇA

  • Não faz bagunça e é bem simples de fazer.