Por Grazi Iacocca

natureza6

Já não consigo mais lembrar qual foi a primeira vez que o Antonio voltou para casa carregando folhas, pedrinhas e galhos achados na rua. Mesmo quando mal falava e ainda andava com passos inseguros ele saía em busca dos seus pequenos tesouros em qualquer lugar que estivesse.

Para ele esta coleta é tão presente e importante que mesmo agora, com quase 5 anos, são poucos os dias que ele volta para casa sem nada no bolso ou nas mãos. Já me acostumei com as folhas e pedras que sempre são colocadas na minha bolsa para que eu guarde e com a casa cheia de pinhas, sementes e galhos trazidos de diferentes lugares.

Por vezes é preciso negociar pois nem tudo pode ser levado para casa. Algumas coisas estragam ou apodrecem, outras são grandes demais para guardar. Ele então faz a coleta, explora o que foi encontrado e depois escolhe o que vamos levar.

E a exploração nunca é a mesma. Tem dias em que a graça está em comparar cores e tamanhos, outras vezes em juntar grupos e contar. Ou simplesmente observar cada coisa. Fica feliz quando encontra algo inusitado, como uma asa de borboleta ou um cristal que provavelmente foi esquecido por alguém no parque. Gosta também de transformar os achados em peças das brincadeiras de faz de conta, e assim galhos viram espadas ninjas e pedras viram diamantes.

Confesso que às vezes fico doida com a mochila suja com cascas de árvore e folhas secas e já quase quebrei a máquina de lavar roupa porque esqueci pedras no bolso da calça. Mas daí paro para pensar que um dia ele irá crescer e provavelmente deixará de olhar o mundo desta maneira… e eu vou sentir muita falta das pedrinhas espalhadas pela casa.

natureza5

natureza3

natureza7

natureza4

natureza

DICAS

Deixe que as crianças explorem os ambientes e achem seus pequenos tesouros. Mesmo dentro de casa tem sempre algo novo para descobrir.

PRINCIPAIS ESTÍMULOS

Explorar texturas cores e cheiros é uma experiência sensorial muito rica.

SEGURANÇA

Fique atento para a criança não pegar nada que tenha pontas, farpas ou espinhos. Verifique se não tem nenhum inseto nas folhas e troncos.

PREPARO e BAGUNÇA

Sem preparo. A bagunça depende de como a criança vai explorar a natureza.