Por Grazi Iacocca

tesouro_madeira_natural2

tesouro_madeira_natural

Já mostramos aqui no blog uma cesta dos tesouros feita com escovas e pincéis. Gostamos tanto da ideia de usar temas que resolvemos montar outras duas cestas, só para mostrar para vocês.

É uma maneira bacana de trabalhar diferentes materiais com os pequenos. Nesta escolhemos objetos de madeira, que foram encontrados no meio dos brinquedos, no banheiro, na cozinha, no parque. As crianças podem ajudar na procura, o que fortalece ainda mais o aprendizado.

Outra ideia que faz sucesso aqui em casa é a cesta de elementos da natureza. Costumamos sempre trazer dos nossos passeios presentinhos como pedras, folhas e conchas. Juntar tudo nos permite explorar texturas, comparar tamanhos, perceber o que é leve ou pesado e ainda lembrar muitas histórias, como o dia em que achamos uma pinha no quintal da vovó ou quando catamos conchinhas na praia depois da chuva.

Monte sua cesta favorita. E vejas nossas dicas no fim do post. 

tesouro_madeira_natural3

tesouro_madeira_natural4

DICAS

        • Para ampliar o aprendizado – e a diversão também! – crie uma sequência de cestas com diferentes materiais como plástico, metal ou tecido. Mas evite o excesso de estímulos e apresente uma cesta por vez e em dias diferentes.
        • Cestas naturais podem ser feitas e exploradas ao ar livre, durante um passeio.

SEGURANÇA

                    • Escolha objetos de acordo com a idade da criança.
                    • Analise tudo cuidadosamente antes de colocar na cesta: nada de pontas, peças pequenas que possam ser engolidas ou qualquer coisa que desmonte, quebre ou que possa asfixiar.
                    • Verifique se os elementos naturais estão em bom estado para serem explorados, sem bichinhos ou espinhos.
                    • Objetos aparentemente inofensivos podem machucar ou quebrar sem a supervisão de um adulto. Fique sempre por perto.

PRINCIPAIS ESTÍMULOS

                      • Visão, tato e olfato.
                      • Concentração.
                      • Os movimentos para alcançar e manusear os objetos desenvolvem a coordenação motora e o equilíbrio.
                      • Explorar objetos desconhecidos ou incomuns é um ótimo estímulo para a imaginação.
                      • Mesmo que a criança ainda não fale, procure repetir o nome de cada objeto e suas características: de qual material é feito, sua cor, se é leve ou pesado, duro ou macio. Assim você estimula a criação de um repertório de palavras que será fundamental para o desenvolvimento da linguagem.

PREPARO e BAGUNÇA

                      • Muito fácil. O único trabalho será tirar e colocar os objetos em seus lugares.